Carpaccio: a receita de Giuseppe Cipriani

Diz a lenda que o carpaccio foi inventado por Giuseppe Cipriani, no famoso Harrry’s Bar de Veneza, em 1950. Na ocasião, uma famosa atriz disse a Cipriani que o médico havia recomendado a ela que só comesse carne crua. A criação de Cipriani foi dedicada ao famoso pintor renascentista Vittore Carpaccio, que se notabilizou por usar muito vermelho em suas obras. O prato, hoje mundialmente famoso, é simples: finas fatias de carne bovina dispostas em um prato com diversos temperos. Para todos aqueles que, como eu, não gostam de monotonia, podem ser encontradas outras receitas de carpaccio nesse blog.

Modo de preparo

Se você quiser degustar esse prato tal qual criado pelo senhor Cipriani, faça o seguinte: corte fatias finas de Filé Mignon transversalmente às fibras. Coloque cada fatia entre duas folhas de celofane. Com a parte lisa de um martelo de carne, bata delicadamente até afinar as fatias e elas ficarem quase transparentes. O Filé Mignon fica ótimo nessa receita por ser uma carne mais delicada do que o lagarto, mais comumente usado nesse prato. Arrume as fatias sobre cada prato e leve de volta à geladeira. Em uma tigela funda, misture bem todos os ingredientes restantes até formar um creme homogêneo. Retire os pratos da geladeira e polvilhe sal e pimenta sobre as fatias de carne. Depois, espalhe uma fina camada do creme sobre a carne e sirva imediatamente. Este prato serve 8 pessoas como entrada e 4 pessoas como prato principal